Viagem Cultural

Dicas e opiniões sobre assuntos diversos.

A DESTRUIÇÃO DE JERUSALÉM

Quando se fala na volta de Jesus, um dos textos mais usados é o Sermão da Montanha, onde Jesus, respondendo uma pergunta dos apóstolos, fala sobre alguns fatos que iriam acontecer no futuro.

Hoje, quando acontece um terremoto ou se tem notícia de uma guerra se aproximando as pessoas logo associam com o que Jesus disse.

Porém, ao contrário do que muita gente imagina Jesus não falava do futuro da humanidade mas da cidade de Jerusalém e dos Judeus. Sei que muitos irão discordar dessa minha afirmação, mas os acontecimentos históricos, e alguns comprovados pela própria Bíblia, mostram isso. O texto está no capítulo 24 do livro de Mateus, e também no capítulo 13 do livro de Marcos e no capítulo 21 do livro de Lucas. Vou usar o livro de Mateus como base.

No final do capítulo 23, Jesus já estava falando sobre a cidade de Jerusalém.

Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! Eis que a vossa casa vos ficará deserta. Porque eu vos digo que, desde agora, me não vereis mais, até que digais: Bendito o que vem em nome do Senhor!

 Depois continua no capítulo 24:

E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo.  Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada.

Aqui não resta dúvidas de que Jesus está falando sobre a destruição do Templo de Jerusalém. O Templo foi construído por Salomão no século XI a.C (chamado de Primeiro Templo) , e foi destruído pelos babilônicos em 586 a.C. Em 529 a.C. foi reconstruído pelos Judeus. Posteriormente foi reformado por Herodes, teve seu tamanho aumentado e passou a ser conhecido como o Segundo Templo. No ano 70 foi destruído pelos romanos no nono dia do mês hebraico de Av, coincidentemente, o mesmo dia em que o Primeiro Templo foi destruído. Hoje, o que resta do Templo é somente o Muro Ocidental, conhecido como o Muro das Lamentações. No seu lugar foi construido uma mesquita muçulmana chamada o Domo da Rocha.

E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?

Foram feitas duas perguntas, uma a respeito de quando seria destruição do Templo e quais sinais precederiam a vinda de Jesus.

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane,  porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.

Jesus não disse uma data para tudo isso acontecer, mas quais seriam os sinais que precederiam esses acontecimentos.

Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares.

Durante o cerco da cidade de Jerusalém entre os anos de 66 e 70 a cidade passou por uma fome tão grande, que foram encontrados relatos de mães que comeram seus próprios filhos.

A Bíblia também relata uma fome que atingiu o mundo em Atos 11:28 “E, levantando-se um deles, por nome Ágabo, dava a entender, pelo Espírito, que haveria uma grande fome em todo o mundo, e isso aconteceu no tempo de Cláudio César.”

 Mas todas essas coisas são o princípio das dores. Então, vos hão de entregar para serdes atormentados e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as gentes por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão.

Os cristãos sofreram muitas perseguições principalmente durante o império de Nero. E o próprio apóstolo Paulo antes de se converter também os perseguia: “E também Saulo consentiu na morte dele. E fez-se, naquele dia, uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos foram dispersos pelas terras da Judéia e da Samaria, exceto os apóstolos”. Atos 8:1

 E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos.

O apóstolo Pedro diz que isso também aconteceu: “E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição”. II Pedro 2:1

 E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos se esfriará.  Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.  E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.

Muitos interpretam essa passagem como se tudo isso se cumpriria somente quando todo o mundo fosse evangelizado. Mas não é verdade. Aqui Jesus diz que o evangelho estaria sendo pregado no mundo todo. E estava como vemos em Atos 8:4 “Mas os que andavam dispersos iam por toda parte anunciando a palavra”.

O apóstolo Paulo relatou em Colossenses 1:23 “se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro.”

Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo (quem lê, que entenda),

 Esta passagem merece uma atenção especial, pois a maioria das pessoas não entendem o que seria essa “abominação da desolação”. Alguns afirmam que será o anti-Cristo reconstruindo o Templo de Jerusalém para fazer dele seu trono, mas a Bíblia não diz absolutamente nada sobre isso. Não existe nenhuma profecia de que o Templo de Jerusalém será reconstruído. Qualquer suposição de que isso irá acontecer não está apoiada em nenhuma passagem bíblica.

Mas então o que seria a “abominação da desolação”? A mesma passagem em Lucas 21:20, é mais fácil de compreender “Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei, então, que é chegada a sua desolação”.

No ano de 66 os Judeus se rebelaram contra o domínio do Império Romano. Para conter a revolta, a cidade de Jerusalém foi cercada. Essa era o início da destruição que viria sobre a cidade, e também o cumprimento da profecia tanto de Daniel, quanto das palavras de Jesus.

então, os que estiverem na Judéia, que fujam para os montes; e quem estiver sobre o telhado não desça a tirar alguma coisa de sua casa; e quem estiver no campo não volte atrás a buscar as suas vestes. Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias! E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado, porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos escolhidos, serão abreviados aqueles dias.

 Se Jesus estivesse falando sobre Sua volta, por que Ele estaria orientando as pessoas para fugirem, ou por que Ele estaria dizendo que seria difícil para as grávidas? Jesus estava falando sobre o cerco de Jerusalém durante a Revolta Judaica. Por isso, Ele pede para que as pessoas fujam. Se fosse sobre Sua volta, não teria para onde as pessoas fugirem.

Uma explicação para que a fuga não acontecesse no sábado está em Neemias 13:19. A cidade era fechada no sábado e não haveria como fugir “Sucedeu, pois, que, dando as portas de Jerusalém já sombra antes do sábado, ordenando-o eu, as portas se fecharam; e mandei que não as abrissem até passado o sábado; e pus às portas alguns de meus moços, para que nenhuma carga entrasse no dia de sábado”.

Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui ou ali, não lhe deis crédito, porque surgirão falsos cristos e falsos profetas e farão tão grandes sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que eu vo-lo tenho predito. Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais; ou: Eis que ele está no interior da casa, não acrediteis.  Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem. Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias.

 Depois da morte de Jesus, muitas pessoas se apresentaram dizendo ser o Cristo e muitos falsos profetas surgiram como já comentei acima.

E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.  Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; e todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus

 Muitas pessoas tentam explicar essa passagem com um fato ocorrido em maio de 1780 em uma região nos Estados Unidos, onde as pessoas relatam ter havido uma “Grande Escuridão”. E em 1833 durante horas, pessoas dizem terem visto uma “chuva de estrelas cadentes”. Infelizmente para os que associam esse fato a volta de Jesus, foi constatado que a “Grande Escuridão” se deu por causa a uma densa nuvem de fumaça devido a queimadas na região, e a “chuva de estrelas” é um fenômeno já conhecido pela astronomia.

Esse tipo de linguagem usando astros celestiais, era muito comum, principalmente na época do Antigo Testamento, para falar sobre a destruição de um reino ou cidade.

Foi usado em Ezequiel 32:7,8 numa profecia contra o Faraó do Egito: “E, apagando-te eu, cobrirei os céus e enegrecerei as suas estrelas; ao sol encobrirei com uma nuvem, e a lua não deixará resplandecer a sua luz. Todas as brilhantes luzes do céu enegrecerei sobre ti e trarei trevas sobre a tua terra, diz o Senhor JEOVÁ”.

Também foi usado por Isaías em uma profecia contra Babilônia: “Porque as estrelas e constelações dos céus não darão a sua luz; o sol, logo ao nascer, se escurecerá, e a lua não fará resplandecer a sua luz.”  Isaías 13:10

Outra passagem que usa linguagem semelhante está em Amós 5:20: “Não será, pois, o Dia do SENHOR trevas e não luz? Não será completa escuridão, sem nenhuma claridade?”

O termo “Dia do Senhor” é usado para descrever o julgamento contra uma nação e não a segunda vinda de Cristo. Vemos que não se trata de uma profecia sobre o “fim do mundo”, mas sobre o que viria sobre Jerusalém.

 Aprendei, pois, esta parábola da figueira: quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão.  Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas aconteçam. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

 Esse é um outro trecho onde muita gente faz uma grande confusão. Por não saberem interpretar  tentam adaptar as palavras da profecia para que ela se encaixe em suas convicções.

É comum encontrar pessoas que dizem que a figueira é Israel e que ela voltou a florescer em 1948 quando voltou a ser uma nação. Então já marcaram a volta de Jesus para 2018, levando em conta uma geração de 70 anos. Jesus não usou a figueira como representação de Israel. Aqui ela representa somente uma árvore e nada mais. Poderia ser uma macieira, uma oliveira ou qualquer outra árvore.

Para os que insistem em dizer que essa figueira representa Israel, gostaria de lembrar que em Mateus 21:19 Jesus havia dito que a figueira (Israel) não mais daria frutos:“e, vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela; e, não tendo achado senão folhas, disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente”. Insistir que Israel irá florescer novamente simplesmente para  “encaixar” a profecia em suas convicções, é invalidar a palavra de Jesus.

É importante notar que a profecia tinha um tempo limite se cumprir: até o final daquela geração.

Jesus disse isso por volta do ano 30. Uma geração dura em torno de 70 anos. Então a geração que ali estava chegaria até o ano de 70, ano da destruição de Jerusalém e do Templo. Isso respondia a primeira pergunta dos apóstolos. Nos versículos seguintes, Jesus responde a segunda pergunta, sobre os sinais de Sua vinda. A partir de agora Ele não fala mais nada sobre “fuga”, como no texto anterior.

Porém daquele Dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o  Filho, mas unicamente meu Pai. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa. Por isso, estai vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis. Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o Senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo? Bem-aventurado aquele servo que o Senhor, quando vier, achar servindo assim.  Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens. Porém, se aquele mau servo disser consigo: O meu senhor tarde virá, e começar a espancar os seus conservos, e a comer, e a beber com os bêbados, virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera e à hora em que ele não sabe, e separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.

Apesar de muitos calcularem a data da volta de Jesus, Ele mesmo diz que somente o Pai sabe quando será. E mesmo que muitos digam que certos sinais precederiam Sua volta, Ele diz que não haverá qualquer sinal sobre isso. Ao contrário, diz que sua vinda será inesperada. Devemos somente estar preparados.

About these ads

23/07/2010 - Publicado por | Religião | , , , ,

28 Comentários »

  1. É tão interessante ver como Deus é sábio e inteligente, como soube dizer simbolicamente coisas que precisavam ser ditas.
    E é mais interessante que Ele tenha feito com que nós, criados a sua imagem e semelhança, possamos ser inteligentes e sábios também para compreender o que foi dito, ainda que minimamente.
    Gostei.

    Comentário por Karina | 01/08/2010 | Responder

  2. Jesus estava respondendo a seguinte pergunta: Quando serão estas coisas(1),que sinal haverá da tua vinda (2) e do fim do mundo?(3).A pergunta deles envolvia tanto acontecimentos sobre Jerusalém, num futuro próximo deles, quanto ao resto do mundo, num futuro distante. Logo, a resposta de Jesus também se refere a destruição de Jerusalém e ainda sobre o futuro distante. A destruição de Jerusalém já ocorreu.Falta a do mundo. Da mesma forma que exitiam evidência do fim no passado, existem evidências da aproximação do fim atual.Jesus disse:”E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim…Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim”. A história se repete. Assim como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem.

    Comentário por Paulo | 02/08/2010 | Responder

  3. Airton, este assunto é muito polêmico, pq os que acreditam que o templo ñ será recosntruído, batem pé e ñ arredam desta opiniao e os que creem ao contrário, fazem da mesma forma e as duas hipóteses tem fundamentos firmes, porém, no meu caso, eu acredito que este templo será recosntruído, ñ por nada bíblico, mais sim, por opiniao propria mesmo, pq se fosse ago meu que alguem destruísse, enquanto eu ñ reconstruísse eu ñ sossegaria, porém é claro que é somente uma opiniao e posso tranquilamente ser convencida do contrário. Abraços de sua amiga

    Comentário por Leide Nanci | 21/08/2010 | Responder

  4. Airton, para o prefalado assunto deve-se levar em consideração que Jesus não veio a Israel (mundo), para predizer o futuro mundial, mas para cumprir tudo o que dele estava escrito no passado.
    Quando Jesus fala de situações vindouras, ele o faz tão somente aos judeus de sua geração, poucos foram os gentios que travaram um diálogo com ele.
    Jesus não é um futurólogo mundial, mas aquele que veio fazer a vontade de quem o enviou.
    Abraços.

    Comentário por Carlos Teixeira | 06/10/2010 | Responder

    • Olá Carlos,
      Gostei muito de suas palavras.
      Obrigado por visitar nosso blog.
      Um abraço.

      Comentário por Airton | 06/10/2010 | Responder

  5. Airton você é uma pessoa educada, obrigado pela resposta ao meu comentário.
    abraços.
    José Carlos.

    Comentário por Carlos Teixeira | 20/10/2010 | Responder

  6. A paz a todos!!!

    Gostei muito deste blog, concordo em parte que a profeciade MATEUS 24, estava destinada a jerusalem logo após Roma ter invadido a cidade, e também acredito que Jesus estava falando sobre o fim de todas as coisas.
    Quanto ao tercero templo e complicado falar mais eu creio que será contruido um novo templo, se não porque IRSRAEL hoje estaria pensando em contruir o novo templo, e acredito que o Anti- CRISTO IRA SENTAR NO TRONO E SE PASSAR POR JESUS.

    Comentário por souza | 20/12/2010 | Responder

  7. com cristo seremos mais que vencedores basta crer e confia no senhor jesus!!!…

    Comentário por josé serafim | 25/02/2011 | Responder

  8. Você esqueceu do apocalipse e da consumação dos tempos…

    Comentário por Walter | 29/03/2011 | Responder

  9. Olá, estou pesquisando há alguns dias sobre verdades Bíblicas, verdade essa, que certos pastores omitem ou se não omitem, também estão enveredados pela mentira do falso evangelho.
    Os homens hoje em dia, querem ser mais sábios que O próprio Deus, com isso, querem mostrar-se “doutores da lei” quando na realidade, são falsos mestres, com suas doutrinas e vãs filosofias.

    Entre esta passagem e tantas outras, muitas pessoas estão prosseguindo para a operação do erro, não buscam do Senhor a Verdade, nem se preocupam em vigiarem, aí realmente, quando vier O Filho do Homem, muitos estarão dormindo em seus êxtases religiosos, onde a cegueira espiritual tem feito de muitos cristãos um povo que só pisam apenas nos Atrios do Senhor.
    Parabéns pelo texto e continue assim, comentando sobre textos que de fato revelam a verdade Bíblica e não as falsas interpretações de homens que aprenderam com homens, chamados de Teólogos.

    Comentário por valdiria | 13/04/2011 | Responder

    • Olá Valdira,
      o problema de se interpretar passagens bíblicas é o fato de que cada pessoa adapta o que interpreta de acordo com o seu ponto de vista. Desta forma, fica difícil dizer que tal interpretação está correta ou errada. O melhor a fazer na minha opinião é sempre ler muito a respeito do que se está procurando interpretar, conhecer o maior número de pontos de vista possíveis e procurar não ser tendencioso.
      Obrigado por visitar o nosso blog e por seus comentários.

      Comentário por Airton | 13/04/2011 | Responder

  10. Realmente tem mt lógica o que vc diz,mas isso tudo é uma questão de interpretação.Ler a Bíblia deve ser com muita atenção e em espírito pq se não interpretarmos será apenas palavras

    Comentário por Bruno | 30/04/2011 | Responder

  11. Existem princípios teológicos para a interpretação dos textos proféticos.
    Muitas profecias, tanto do Velho como do Novo Testamento tem uma aplicação PRÓXIMA e outra LONGÍNQUA.
    Deixar de reconhecer esse fato pode levar a graves distorções do ESTUDO PROFÉTICO.
    As profecias do Daniel, por exemplo, referentes a Antioco Epifane, aplicam-se igualmente ao ANTICRISTO. Os Teólogos estudam as diversas aplicações, do contrário teríamos uma visão limitada de um grande feito que envolve, passado, presente e futuro.
    O que aconteceu ontem, poderá acontecer novamente. Sendo o evento aplicado para os dias desse acontecimento.
    Com relação as Profecias de Daniel, a primeira cumpriu-se literalmente, ao passo que Paulo adverte aos Tessalonicenses sobre o fato que a volta de Cristo não se dará até que se cumpra no ANTICRISTO. (II Tess.2:3)
    A Palavra de Deus embora aparentemente tenha sido para o homem do passado, ela é BOA, VIVA E EFICAZ ao homem de hoje.
    ELA É ATEMPORAL. Não é simplesmente um livro histórico, antigo e absoleto. Justamente por ser ATEMPORAL. ela é aplicada aos dias de hoje e o será até o fim.
    As Profecias diziam respeito tanto ao Israel do Passado, quanto ao do presente.
    A visão histórica, temporal, se abre no tempo, revelando-se no tempo até chegar ao TEMPO DO FIM.

    Comentário por Leila Oliveira | 27/10/2011 | Responder

    • Leila,
      obrigado por deixar sua opinião expressa.
      Sempre que puder visite nosso blog.

      Comentário por Airton | 27/10/2011 | Responder

  12. entrei no susto td e muito novo pr min porem muito antigo e importante pr tds nosem breve se deus quizer postarei com um pouco mas de sabedoria como esiste coisas tao importante no mundo meu deus

    Comentário por rosimar de lourdes oliveira balbino | 10/12/2011 | Responder

  13. eu me chamo.julio cesar e li o conteudo do blog.e gostei muito e aprendi muita coisa iteressante muito obrigado.a paz do senhor.

    Comentário por julio cesar | 02/01/2012 | Responder

    • Olá Júlio César, que bom que gostou do nosso blog.
      Seja bem vindo sempre que puder.
      Obrigado por seu comentário.

      Comentário por Airton | 02/01/2012 | Responder

  14. eu vejo na tv como o povo de la sofre todos os dias morem crianças adultos idosos os judeos nao tem pena de ninguem

    que deus ajudem eles aguentar o sofrimento

    Comentário por ana | 12/03/2012 | Responder

  15. Parabéns irmãozinhos pelo conteúdo do texto, baseado na palavra de Deus só se engana quem quiser; quem tem ouvidos ouça e quem quer aprender medite na palavra que é viva, eficaz e edifica.
    Eu aprendi mais um pouco hoje.
    Fquem com a Paz de Jesus.

    Comentário por maisa araujo de sousa | 17/07/2012 | Responder

  16. Foram muitas vezes que Jesus estava respondendo sobre um determinado assunto e no meio do assunto ele aproveitava para inserir outro assunto do interesse dele, que não tinha sido perguntado por quem o questionara. Neste assunto da destruição de Jerusalém, por exemplo, ele esclarece aos discípulos sobre este assunto, que se tratava de uma tribulação que os Judeus passariam naquela geração. Contudo, como os discípulos tinham na cabeça o assunto sobre a volta de Jesus e sempre estavam associando tribulações futuras com a época da possível volta do Senhor, Jesus aproveita para mencionar também como será o evento da sua volta. Por exemplo, ele menciona que será como o relâmpago que sai do oriente e se mostra no ocidente, uma referência clara de como ele voltará à Terra, confirmado depois pelo anjo no Monte das Oliveiras que disse: Assim como vistes subir, havereis de vê-lo voltar, nas nuvens.

    Comentário por francino silva | 05/11/2012 | Responder

  17. PAZ DE CRISTO JESUS!!!!!“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” ( 1Co 3:16 )…ENTÃO O TEMPLO JA FOI RECONSTRUIDO NA VIDA DE CADA SER HUMANO!!!!!!!!!!!!!!!

    Comentário por profeta da interpletaçao | 10/01/2013 | Responder

  18. Muito bom, mais uma geração equivale a 40 anos, e não a 70 anos, 40 anos foi o período de 30 d.C a 70 d.C, e Flávio Josefo foi um bom narrador dos fatos ocorridos testemunhados por ele mesmo.

    Comentário por Leonardo Soares | 17/04/2013 | Responder

  19. Evidentemente Jesus está profetizando para dois tempos diferentes. Um é a destruição do templo, outro é a sua vinda e a consumação dos séculos.
    Ele havia falado antes apenas da destruição do templo. Os discípulos pensaram que isto aconteceria num evento de “fim do mundo”, e na pergunta que fizeram misturaram as coisas. Jesus respondeu sobre os sinais para os dois tempos distintos. Tomando por base Lc 21, creio que ele começa falando do fim dos tempos (vs 8-11), a partir do vs 12 parece que ele abre parênteses e começa a falar daqueles dias que se seguiriam, ate a destruição do templo (vs 12-24). A partir do 25 parece que ele fecha este parêntese e volta a falar do tempo do fim.

    Comentário por Marcos Moraes | 16/07/2013 | Responder

  20. Entretanto o mais importante escapa da maioria. Para cada época Jesus não apenas faz predições, mas também dá advertências:
    Para a destruição do templo, a predição era “Jerusalém sitiada de exércitos”, e a advertência é “fujam da cidade.
    Para o fim dos tempos as predições são várias e vêm se cumprindo, mas a advertência é “Acautelai- vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as conseqüências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como um laço”. Há uma advertência para nosso dias quanto a um espírito de festança e comilança (a palavra no original não é “orgia” e está muito mal traduzida aqui) e principalmente as preocupações deste mundo, que se têm tornado uma pedra de tropeço para muitos crentes.

    Comentário por Marcos Moraes | 16/07/2013 | Responder

  21. para mim a prova final da segunda vinda de jesus e a destruição de israel, não acredito que ele voltará do nada,mas sim que virá pra todos nós unicamente. e sob o “não vos assusteis“ quero dizer para que vocês não turbe vossos corações confie em Deus pois tudo que está acontecendo é só a comprovação de que as palavras do Senhor´são verdadeiras. Amém!

    Comentário por andré | 04/10/2013 | Responder

  22. EU espero que essas pessoas parem de dividir o senhor jesus em tres pessoas essa santissima trindade e uma mentira o povo de israel e a nacao eleita do senhor um dia as nacoes vao se levantar com israel e ai todos vao ver o que vai acontecer!

    Comentário por paulo chaves | 15/10/2013 | Responder

  23. deus é o melhor de todos não presisam duvidar…..

    Comentário por vitoria | 20/10/2013 | Responder

  24. Marcos, pesquisando sobre o assunto te achei. Forte abraço (Gustavo de BH)

    Comentário por gustavo | 26/03/2014 | Responder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: