Viagem Cultural

Dicas e opiniões sobre assuntos diversos.

IGREJA DE FAMÍLIA

Uma das coisas que sempre admirei na igreja católica é a organização. Até já escrevi sobre isso em outro post. Existe uma hierarquia dentro da igreja, e o estudo é obrigatório. Quem almeja ser um líder católico, deve começar pelo mais baixo nível hierárquico e ir subindo gradativamente de cargo. Não existe outra maneira.

Nem mesmo se for o irmão do papa, não é possível pular etapas.

Já na igreja evangélica, a coisa funciona bem diferente, principalmente nas chamadas neopoentecostais. Normalmente o líder dessas igrejas escolhem o título pelo qual desejam ser chamados, sejam apóstolos, bispos, pastores, etc. Também cabe a eles escolherem as outras pessoas que irão desempenhar cargos dentro da organização.

A igreja é de Cristo, mas a escolha de quem irá exercer o cargo é deles.

Infelizmente esse tipo de coisa é tão comum dentro dessas igrejas, que fica muito fácil citar alguns exemplos:

O primeiro deles acontece normalmente referente as pregações. Normalmente a pessoa escolhida para dirigir os cultos no lugar do líder, é a sua esposa. Se a igreja costuma fazer dois cultos diários, o primeiro é dirigido pela esposa e o segundo pelo marido. Isso é uma prática muito comum.

Os filhos também passam a ter um papel fundamental nessa hierarquia. A maioria vira pregador e são preparados para suceder os pais.

Quando a igreja possui algum meio de comunicação como rádio e televisão, o absurdo fica ainda pior. Normalmente o líder, sua esposa e filhos são os que dirigem os principais programas. Mesmo se tratando de uma igreja grande, onde certamente existam pessoas formadas em jornalismo que exerceriam essa função com grande competência, eles sequer tem chance.

E o mais curioso é que nenhum deles, nem mesmo o líder, normalmente não tem formação ou conhecimento suficiente para ocupar os cargos que ocupam.

Para o crescimento da igreja, a participação dos fiéis também é restrita, mas não menos importante. Por exemplo, o líder decide que a igreja deve comprar um horário na televisão, ou que devem comprar um terreno para construir um mega templo. Ele tem fé de que Deus está mandando ele fazer esse negócio, e tem coragem de faze-lo. Só depois disso que ele convoca os fiéis para pagar a conta. Normalmente com uma “oferta de desafio”.

Talvez seja a hora de questionar como é feito as escolhas dentro de sua igreja.

Talvez esteja na hora da igreja evangélica aprender alguma coisa com a igreja católica.

 

Anúncios

27/03/2017 Posted by | Religião | , | Deixe um comentário